Se chegou o momento de declarar seu imposto de renda em Cataguases, não tem problema, saiba tudo sobre o IRPF neste post

Independentemente de ser, ou não, a primeira vez que você declarará o seu Imposto de Renda de Pessoa Física é sempre proveitoso ter informação quanto essa prática. Afinal, todos querem se ver livres do leão.

Por isso, para que você não tenha problemas com a declaração em Cataguases fizemos esse post para que você tire todas as suas dúvidas sobre o IRPF e saiba tudo sobre a declaração do Imposto de Renda de Pessoa Física.

Como declarar o IRPF

O Imposto de Renda de Pessoa Física é um imposto no qual toda pessoa física residente no Brasil e que fature acima do que é estipulado pela Receita precisará declarar anualmente. O contribuinte deverá expor o quanto lucrou para que o governo avalie, sobre possibilidade de ser restituído parcialmente, caso haja um entendimento que o cidadão pagou impostos superiores ao que deveria.

Para declarar o IRPF, você deverá enviar todas as suas declarações de renda, de forma especificada, para que a Receita Federal avalie. Por sua vez, a Receita tem como função avaliar se houve pagamento de impostos de forma coerente e dentro da legalidade Feito o cálculo, será informado se os impostos foram calculado da maneira certa e se você, segunda os cálculos da Receita Federal, tenha pago um valor maior ao que deveria, poderá ter restituição de parte do valor.Saiba como funciona a restituição do IRPF

Restituição? Como assim? Como funciona? Quanto devo receber? Essas perguntas são frequentes quando o contribuinte entende que existe a possibilidade de ser ressarcido. A Receita Federá fará o cálculo do que for declarado e ao ter o resultado te informará se você possui crédito. Se você possuir, o governo terá até dezembro do ano da declaração para te restituir.

Entretanto, da mesma forma que você pode possuir crédito, pode, também, possuir débito. Caso isso aconteça o governo terá concluído que você pegou uma quantidade menor de imposto do que deveria. Nesse caso, a Receita adicionará o valor para quitação através de pagamento em boleto ou automaticamente, através de débito bancário.

Saiba quais impostos a sua empresa pagará

Caso a sua declaração seja obrigatória, a omissão pode acarretar em multas inconvenientes.

O primeiro desconforto é que o seu CPF passa a ficar pendente de regularização, algo que pode dificultar o seu dia a dia, como:

  • Impossibilita realização de empréstimos;
  • Impossibilita certidões negativas para aluguel e venda de imóvel;
  • Impossibilita a retirada de passaporte;
  • Impossibilita a prestação de concurso público;
  • Gera problemas em transações bancárias.

Fora que, caso haja atraso na entrega da declaração, você será multado em 1% mensal em relação ao valor do imposto, que pode chegar até 20% em cima do valor declarado.

Saiba o que fazer, caso caia na malha fina do IRPF

Malha fina é o termo usado caso seja encontrado irregularidades e erros na declaração, após ser avaliadas minunciosamente pela Receita Federal. Você pode cair por pequenas divergências, nesse caso, basta ser eita a correção no portal do E-Cac, ou precisará adicionar ou excluir informações, assim sendo, precisará fazer uma Declaração de Retificação corrigindo o necessário.